Após boicote por Bolsonaro, BBB 19 tem pior audiência da história: ‘Vergonha nacional’

O BBB 19 completou uma semana no ar, mas pelo visto tem afugentado telespectadores. Antes mesmo do reality show começar, nas redes sociais, eleitores do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, iniciaram uma campanha contra o programa. Muitos justificaram que o Big Brother Brasil era uma “vergonha nacional” e que, por isso, a atração não merecia o interesse dos telespectadores.

Além disso, o começo do BBB 2019 foi bastante morno. De acordo com dados consolidados do Ibope, a primeira semana da atração comandada por Tiago Leifert marcou 20,5 pontos de média na grande São Paulo.  Cada ponto representa cerca de 70 mil domicílios na maior cidade do país.

Big Brother 2019 tem Ibope negativo, após movimento de eleitores de Bolsonaro

Na penúltima edição, por exemplo, na primeira semana, o programa chegou a marcar quase 40 pontos, ou seja, em um ano, o Big Brother Brasil perdeu metade dos telespectadores.

Nas primeiras edições, o programa chegava a marcar 50 pontos, sendo um verdadeiro recorde de audiência. Em 2019, a Globo teve dificuldade, inclusive, de fechar patrocinadores para o reality show, que já demonstra estar em um formato desgastado.

BBB 2019: Polícia pode entrar na casa a qualquer momento e remover brother

A décima oitava do ‘Big Brother Brasil’ está movimentada. O programa da TV Globo pode agora ser alvo da polícia. Isso porque um dos participantes sofre graves acusações fora da “casa mais vigiada do país”. O biólogo Vanderson recebeu acusações de violência contra mulher de uma ex-namorada e de outras mulheres. Essas acusações deixam o futuro do acriano incerto.

A Polícia Civil já confirmou que vai ouvir Vanderson ainda nessa semana. Caso não seja eliminado nesta terça-feira, 22 de janeiro, o brother deve ser ouvido na própria casa do BBB 19. Não será a primeira vez que isso acontece na Globo. Em 2016, quando o programa ainda era comandado por Pedro Bial, isso já ocorreu.

A Globo tem acompanhado de perto as acusações e feito tudo o que está ao seu alcance. Em 2016, Marcos Harter e Emilly Araújo criaram confusão por conta do comportamento no Big Brother Brasil. Na ocasião, uma delegada da mulher entrou no reality show da Globo.

Marcos Harter acabou sendo expulso do BBB faltando poucos dias para o programa acabar. O programa acabou  sendo vencido por Emilly Araújo.

Comentários estão fechados.