Ciro acaba com a raça de petistas e exalta Bolsonaro: ‘Esquerda foi humilhada’

A disputa eleitoral do ano passado ainda gera certos episódios. Prova disso é uma notícia envolvendo o ex-candidato Ciro Gomes, do PDT.

Nesta quinta-feira, 7 de fevereiro, Ciro Gomes esteve em um evento da União Nacional dos Estudantes, a UNE. No entanto, muita gente ficou com raiva dele por não ter apoiado Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores, no segundo turno. Por isso, um grupo de petistas vaiou Ciro. Ele, no entanto, não deixou a história barata.

Enquanto dizia que o jovem não devia ser obrigado a defender corrupção, foi chamado de “corrupto” por um militante da plateia. “Não sou, não. Eu estou solto. Eu sou limpo. O Lula está preso, babaca”, retrucou, repetindo as palavras de seu irmão, Cid Gomes, que, ainda no segundo turno, ofendeu um militante petista em evento no Ceará.

Nesse momento, as vaias do público reunido na Universidade Federal da Bahia abafaram as palmas vindas dos apoiadores do ex-governador cearense. Parte do público pedia “Lula livre”.

Após ser hostilizado durante pronunciamento, Ciro Gomes disse tristes verdade para manifestantes petistas e garante: ‘Eu estou solto’

Veja abaixo o vídeo que mostra Ciro Gomes sendo hostilizado por uma multidão e, na sequência, revelando que o PT foi humilhado:

A força de Ciro e suas palavras acabaram gerando grande repercussão. “Ciro Gomes mais uma vez deu um tapa na cara dessa pelegada petralha e cega de amores por aquele sapo barbudo presidiário. Esses imbecis petralhas da UNE merecem uns 100 anos de governos de extrema direita. E nem assim acordarão da cagada que fizeram com o Brasil. “, disse um dos internautas ao comentar as imagens.

Boa noite! Texto enviado como solicitado. Para evitar ter textos bloqueados, evite repetir o mesmo assunto já abordado por outros redatores. Em quase tudo seu artigo é semelhante ao já publicado. Não adianta mudar só o título e fazer um texto diferente se ele aborda o mesmo assunto.

Comentários estão fechados.