José Mayer é demitido da Globo após 35 anos em meio à grave doença

O ator José Mayer foi demitido da Globo. A informação foi confirmada pela própria emissora em um comunicado enviado à imprensa na noite desta terça-feira, 15 de janeiro. O fim do contrato de José Mayer com a Globo ocorre exatamente um ano após a denúncia de Su Tonani,  ex-figurinista da emissora, que trabalhou com o artista em ‘A Lei do Amor’.

Su Tonani fez acusações graves contra José Mayer. Na época, a notícia foi assunto até mesmo no ‘Jornal Nacional’. A demissão do artista acontece em um momento ruim para a saúde dele. José Mayer está com uma doença rara e autoimune chamada Granulomatose de Wege. O problema pode gerar graves incapacitações.

Globo confirma demissão de José Mayer em comunicado curto

No comunicado enviado à imprensa, a Globo pouco lembra a história magnífica de José Mayer na emissora. Ao todo, a carreira dele é resumida em cerca de três linhas. O profissional da dramaturgia fez mais de quarenta novelas em sua carreira, além de séries e minisséries.

A demissão de José Mayer ocorre após 35 anos de parceria entre as partes. O comunicado oficial da Globo foi  divulgado um dia após o autor Aguinaldo Silva pedir para José Mayer voltar às novelas. Aguinaldo assina a atul novela das nove, ‘O Sétimo Guardião’.

A confirmação da demissão de José Mayer gerou comoção nas redes sociais. Muitas pessoas lamentaram a atitude da Globo e pediram uma segunda chance ao artista.

Edyr de Castro morre e é quase esquecida por grandes emissoras de TV

A Globo é uma das principais emissoras do país. Sendo como tal, o canal já teve muitos profissionais. Nessa terça-feira, 15 de janeiro,  morreu uma das maiores artistas do Brasil. Faleceu a atriz e cantora Edyr de Castro. Ela ficou famosa por integrar nas décadas de 1970 e 1980 o grupos ‘As Frenéticas’, dono de hits como ‘Abra suas asas’.

Edyr de Castro lutava contra um Alzheimer. De acordo com o boletim médico divulgado, ela perdeu a vida em virtude de uma falência múltipla de órgãos. Edyr de Castro era um verdadeiro ícone pop, sendo responsável por grandes momentos das baladas brasileiras.

Mesmo com uma carreira consistente, Edyr de Castro praticamente não foi lembrada pelas grandes emissoras em que trabalho. O seu último papel, por exemplo, acabou sendo na Rede Record de Televisão, quando interpretou um papel importante no clássico ‘Poder Paralelo’.

Com o grupo ‘Frenéticas’, Edyr de Castro viveu seu auge na Globo,  quando foi ao ar a transgressiva novela ‘Dancyng Days’. A história trazia em sua abertura um clássico do grupo, que se tornou a música mais tocada daquele ano. Nas redes sociais, fãs e amigos lamentaram a morte de Edyr de Castro.