Padre Fábio de Melo humilha Vale do Rio Doce e diz o que muitos não tinham coragem

O Padre Fábio de Melo foi um dos famosos que usou  as redes sociais para comentar a tragédia que aconteceu na cidade de Brumadinho, região Metropolitana de Minas Gerais. O Padre Fábio de Melo não poupou críticas à companhia Vale do Rio Doce, que era responsável pela barragem que rompeu.

Ele havia lido uma notícia de que a Vale doaria R$ 100 mil para cada família que teve uma vítima na tragédia de Brumadinho. No entanto, para o Padre Fábio de Melo, essa não é a forma correta de ver a situação. Por isso, ele fez questão de usar as redes sociais para criticar a companhia, responsável por uma das maiores tragédias humanas do Brasil.

Padre Fábio de Melo ataca Vale do Rio Doce e não perdoa empresa

O religioso disse que bandidos que roubam vidas não podem ser bandidos caridosos. A mensagem dizia o seguinte: “Doar? Um bandido entra na sua casa, rouba tudo o que você tem, mata pessoas da sua família, destrói o seu espaço emocional, memórias, depois ele volta e diz que vai deixar um dinheirinho para você recomeçar a vida. Que bandido caridoso!”.

Veja abaixo a publicação de Padre Fábio de Melo contra a Vale, na qual ele falou aquilo que muitos pensam, mas não tiveram coragem de dizer:

‘Ensaio de beleza’ com temática tragédia em Brumadinho causa revolta; veja fotos

Nessa segunda-feira, 28  de janeiro, a marca Jendayi Cosméticos divulgou o que seriam fotos de protesto contra a tragédia de Brumadinho, que ocorreu na região de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Até o final da tarde, eram 60 mortos e mais de 200 pessoas desaparecidas. O resgate na região continuava até a publicação dessa matéria.

No entanto, as fotos produzidas pela marca causaram revolta. A empresa chegou a publicar uma nota dizendo que iria continuar os trabalhos com sua equipe na região e que as fotos não  foram feitas em Brumadinho. No entanto, em poucas horas, a revolta foi  tanta que o conteúdo acabou sendo apagado da internet.

Marca apela para ensaio protesto contra tragédia de Brumadinho e causa polêmica

Jorge Beirigo,  que fez as imagens do ensaio, também apagou o álbum “campanha-protesto” de sua rede social. No entanto, já era tarde e o estrago já estava feito.