Repórter da Globo gera revolta em Brumadinho: ‘Péssima e desrespeitosa’

Nessa sexta-feira, 26 de janeiro, a TV Globo fez uma ampla cobertura do rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais. No entanto, a postura de uma repórter do canal gerou revolta na internet. Tudo aconteceu por conta do trabalho da jornalista Isabela Scalabrini, que foi acusada de abusar do sensacionalismo no Brasil.

A repórter  Isabela Scalabrini estava escalada para trabalhar em um centro da polícia, que estava ajudando as vítimas de Brumadinho a terem alguma informação. No entanto, ela parecia afoita demais para conversar com as vítimas e famílias de quem perdeu seus parentes ou buscavam eles nos hospitais.

Jornalista Isabela Scalabrini é criticada por trabalho em Brumadinho

Isabela Scalabrini fazia perguntas de maneira muito rápida, mesmo com pessoas chorando e tremendo diante da perda de entes queridos. No Twitter, ela foi chamada de desrespeitosa e péssima para esse tipo de trabalho, diante de uma tragédia.

Do outro lado, Maria Júlia Coutinho, a Maju, foi elogiada ao ficar muitas horas na cobertura de um  assunto tão importante. Veja abaixo um dos vídeos com a repórter que causou indignação nas redes sociais por conta da sua postura diante de uma grande tragédia de Brumadinho:

Ônibus da Vale é achado soterrado com passageiros mortos em Brumadinho

Neste sábado, 26 de janeiro, os bombeiros de Minas Gerais confirmaram que um ônibus da Vale foi encontrado sobre os escombros do rompimento em Brumadinho, região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Todos os passageiros do ônibus estariam mortos. Até o final da manhã, nove corpos haviam sido resgatados pelas autoridades,

Os bombeiros também confirmaram que ao todo são 354 pessoas desaparecidas. As informações seriam de funcionários da própria Vale do Rio Doce. Além de um ônibus, um refeitório da empresa foi soterrado. Mais de 100 pessoas já foram retiradas do local com vida.

Ao vivo, o Coronel Estevão, dos Corpos de Bombeiros, confirmou que o ônibus era um dos pontos onde as equipes trabalham. No entanto, há outros, como um prédio e a região da locomotiva. Nas redes sociais, o achado do ônibus em Brumadinho repercutiu.