Jair Bolsonaro ataca Fernando Haddad no Facebook e o humilha: ‘Fantoche do presidiário’ Após crítica de Fernando Haddad, presidente Bolsonaro usou rede social para atacar petista.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a atacar o seu ex-oponente nas Eleições 2018, Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT). Por meio da sua página oficial no Facebook, ele chamou Haddad de “fantoche de presidiário”, fazendo uma referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

Bolsonaro chama Fernando Haddad de “marmita” e cita a crítica do petista, que teria dito que está na moda um anti-intelectualismo no Brasil. O presidente do Brasil chama a derrota do oponente nas eleições 2018 de “vergonhosa”. Jair lembra ainda que a campanha de Haddad foi R$ 30 milhões mais cara que a dele.

Jair Bolsonaro esculacha Fernando Haddad em rede social e diz que PT quebrou o Brasil

O presidente do Brasil diz ainda que a oposição fica procurando motivos para explicar o porquê é rejeitada pela maioria da população. Em seguida, acusa a legenda de Haddad e Lula, o PT, de quebrar o Brasil de tanto roubar os cofres públicos.

A publicação,  que já teve mais de 100 mil curtidas, fala ainda que o PT colaborou para o aumento da violência do Brasil e que hoje se vive um grande guerra. O presidente Bolsonaro chama ainda o PT de “quadrilha’ e que nenhum  brasileiro aguenta mais isso.

Veja abaixo a publicação feita pelo presidente do Brasil no Facebook contra Fernando Haddad:

– Haddad, o fantoche do presidiário corrupto, escreve que está na moda um anti-intelectualismo no Brasil. A verdade é…

Gepostet von Jair Messias Bolsonaro am Samstag, 5. Januar 2019

Eri Johnson conta que foi vaiado ao imitar Lula em peça

O ator Eri Johnson é conhecido pelo bom humor, mas nem sempre as piadas que ele faz dá certo. Conhecido por ser amigo de muitos famosos, Eri Johnson está de volta à Record TV e também ao teatro, onde comanda a peça ‘Eri Pinta Johnson Borda’. 

Em um dos atos da sua peça, Eri Johnson tentou fazer uma homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 2018 pela Lava Jato. Lula está na sede da Polícia Federal, em Curitiba, no estado do Paraná. No entanto, a homenagem não deu nada certo, como explicou recentemente o ator.

O comediante diz que sempre respeita os seus retratados e que nem sempre a imitação dá certo, já que depende muito do bom humor de quem está na plateia. As vezes, o público aplaude e, em outras oportunidades, acaba vaiando, como aconteceu quando ele decidiu retratar Lula no palco.

“Meu maior cuidado é respeitá-los. Não importa o que tenham feito. Mas é claro que, quando faço as imitações, a plateia reage. O Romário é aplaudido; o Lula é vaiado; e o Frota faz as pessoas rirem”, revelou o intérprete, que contou ainda que não tem a menor vontade de tirar a pinta do seu rosto, que para Eri Johnson é uma das suas principais marcas.

Comentários estão fechados.