João de Deus é denunciado por tráfico internacional de bebês; assista ao vídeo

Neste domingo, 6 de janeiro, novas denúncias contra o médium João de Deus chocaram todo o país. O espírita está preso em Goiânia, desde que denúncias de abuso sexual foram realizadas. Até então, João de Deus era considerado o principal médium do Brasil e o seu nome já era famoso até internacionalmente.

Nas novas denúncias, reportadas por uma famosa ativista (ver vídeo), João de Deus é acusado de estar relacionado ao tráfico de bebês. A ativista revela que já tem três contados de mães estrangeiras que teriam comprado crianças por intermédio do médium João de Deus. As denúncias continuam e assustam.

Tráfico de bebês e menores escravas: as novas denúncias contra João de Deus

O paranormal também é acusado de usar meninas jovens e pobres para serem suas escravas. Elas teriam entre quatorze e dezoito anos de idade e pertenceriam à famílias sem recursos. No vídeo, a denunciante pede a ajuda de autoridades para conseguir apurar essas informações e que João pague pelos supostos crimes que teriam cometido.

O vídeo com as novas denúncias já tem mais de 150 mil exibições no Facebook. A maioria das pessoas se mostra revoltada com o médium, que até então atendia todas as semanas centenas de pessoas na cidade de Abadiânia, no interior de Goiás.

Veja abaixo o vídeo publicado pela famosa ativista, que fala sobre as denúncias envolvendo João de Deus:

https://www.facebook.com/sabittencourt/videos/10218169623216103/

João de Deus é levado às pressas para hospital, após estranho fenômeno na cela

O médium João de Deus precisou dar entrada em um hospital de Goiânia na tarde desta quinta-feira, 2 de janeiro. Ele precisou ser transferido às pressas do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital, onde está preso, para a unidade de saúde.

De acordo com informações do órgão de assistência penitenciária de Goiás, um agente foi à cela de João de Deus e encontrou sangue. O espírita teria contado então que estava expelindo a substância conforme urinava. Além disso, o espírita que foi preso após mais de 500 acusações de abuso sexual, passou muito mal ao longo de toda a tarde.

A chegada de João de Deus no hospital de Goiânia foi cercada de muita tensão. Pelo menos dez seguranças aguardavam os procedimentos médicos que eram feitos no espírita.