Nessa sexta-feira, 25 de janeiro, o emocionante resgate na região de Brumadinho, em Minas Gerais, viralizou. A cidade localizada na região Metropolitana de Minas Gerais foi alvo de um deslizamento de uma mineradora, a Vale do Rio Doce. Minutos depois, equipes do Corpo de Bombeiros chegaram à região. A Record TV transmitiu ao vivo parte do resgate (ver vídeo ao longo do artigo).

A destreza da piloto do helicóptero chamou a atenção. Mas quem é a mulher que ajudou no resgate? A Conheça a comandante Karla Lessa tem 38 anos e há vinte anos trabalha no resgate de vítimas. Tanta experiência dá à Karla a competência, paciência e sangue frio para operações como a do rompimento da barragem de Brumadinho.

Piloto que fez resgate em Brumadinho é primeira mulher comandante de helicóptero dos bombeiros no Brasil

Em entrevista à Record TV, Karla explicou como começou a fazer esse tipo de trabalho. Ela conta que ainda em seu primeiro ano ela realizou um voo e, então, se apaixonou pela função, fez cursos e se tornou a primeira mulher comandante de helicóptero de bombeiros militar do Brasil.

O resgate foi elogiado nas redes sociais. Ainda não se sabe quantas pessoas foram salvas ao longo do dia em Brumadinho, mas se fala em pelo menos onze resgates.

Vídeo mostra resgate em Brumadinho e dificuldade do corpo de bombeiros na região

Um helicóptero do Corpo de Bombeiros apareceu nas imagens da Record voando baixo e fazendo o resgate das vítimas. Uma em especial mobilizou a atenção do público.

As imagens evidenciam a dificuldade de resgate na região. O helicóptero tem que voar bem baixo para tentar fazer o resgate das vítimas de Brumadinho. Por estarem sobre a lama, a dificuldade de respiração é bastante grande.

Veja abaixo o resgate feito ao vivo pela Record TV  e que comoveu o país. Ainda não se sabe se a vítima sobreviveu ao resgate:

Nesta quinta-feira, 25 de janeiro, houve um rompimento da barragem de Brumadinho, em Belo Horizonte em Minas Gerais. Moradores da região falam em centenas de vítimas. Autoridades ainda não trazem números de possíveis mortos ou feridos na região. A prefeitura de Brumadinho pede que moradores não se aproximem da região, especialmente do rio de Paraopeba.