Repórter Gérson de Souza, da Record, é acusado de assediar 12 mulheres; ele nega

O jornalista Gérson de Souza é um dos nomes mais famosos da Record TV. O profissional da TV acabou sendo acusado de algo muito sério. Segundo o site Notícias da TV, pelo menos doze mulheres acusam Gérson de Souza  de assediá-las. Algumas o denunciaram formalmente nesta quinta-feira, 23 de maio.

Gérson de Souza  faz parte do programa Domingo Espetacular e quase sempre leva ao ar grandes reportagens. Algumas das vítimas conversaram com o Notícias da TV e disseram que o comportamento do contratado da Record é assim há anos e que elas consideram a forma dele agir bastante inapropriada.

Pelo menos duas das mulheres também seriam jornalistas e, irritadas, foram à polícia registrar ocorrência. No registro policial, Gérson de Souza  é acusado de assédio, além de difamação. Além da polícia, as mulheres que acusam o profissional também chegaram a ir ao chamado Recursos Humanos da Record.

Uma das vítimas deu detalhes assustadores sobre o que teria acontecido por parte do repórter.  “Ele chegou por trás e me beijou na boca. Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”, lamentou a produtora que atua atrás das câmeras, apura pautas e agenda entrevistas. “Ele começou a gritar na Redação que eu era incompetente, que meu trabalho é uma bosta”, relatou.

O jornalista que é acusado do crime nega que tenha assediado suas colegas. Ele garante que todos os casos relatados não passaram de brincadeiras e que, após ficar ciente de que algumas profissionais não gostavam da situação, teria parado de brincar com elas.

Comentários estão fechados.