Jornal Nacional puxa saco de Michelle Bolsonaro, após Globo ser alvo de boicote Telejornal fez elogios à primeira-dama, em meio a turbulências com o marido dela, Jair Bolsonaro.

Nesta terça-feira, 1 de janeiro, a Globo fez a transmissão da posse do presidente Jair Bolsonaro. A cobertura jornalística desse evento aconteceu após uma campanha de boicote contra o canal. Por meio das redes sociais, internautas pediam que outros não vissem o evento histórico pela Globo, mas sim em outras emissoras, como SBT e Record TV.

Mesmo após o boicote, a Globo se manteve na cobertura, porém, horas depois, o canal surpreendeu o público no ‘Jornal Nacional’. Acostumado com uma postura crítica com Jair Bolsonaro, o telejornal comandado por William Bonner decidiu fazer uma longa matéria elogiando a esposa do presidente, a primeira dama, Michelle Bolsonaro.

‘Jornal Nacional’ faz reportagem elogiando Michelle Bolsonaro e postura chama atenção

Em uma reportagem assinada pelo jornalista Hélter Duarte, a vida de Michelle foi mostrada. O ‘Jornal Nacional’ fez questão de falar sobre como ela é uma mulher discreta, além dos trabalhos sociais que ela realiza ao longo de anos. Momentos do relacionamento do casal também foram exibidos no telejornal.

A longa matéria ainda  fez questão de ressaltar o fato de que a primeira dama do Brasil promete cuidar da causa dos deficientes. O telejornal até fez questão de ir fazer imagens na igreja evangélica que Michelle Bolsonaro frequenta, localizada no Rio de Janeiro.

Reportagem do ‘Jornal Nacional’ sobre Michelle Bolsonaro divide opiniões

As raras entrevistas de Michelle também foram foco do telejornal, que, no Twitter, dividiu opiniões. Alguns chegaram a dizer que a puxação de saco era receio do novo presidente. Por meio do Facebook, Bolsonaro já prometeu fazer profundas mudanças no mundo da comunicação.

Sobre a posse do novo presidente, o discurso de Michelle Bolsonaro foi bastante emocionante. Ela falou sobre o ataque contra o marido, da causa dos surdos e também da família. O recado especial ficou com o vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, a quem Michelle agradeceu pela companhia nos 21 dias em que Jair ficou internado após a facada que recebeu.

No meio do seu discurso na posse de Bolsonaro, Michelle foi interrompida pelos milhares de fãs do presidente. Eles gritavam “beijo” e a primeira-dama fez questão de interromper sua fala para dar o tão desejado beijo em seu companheiro. Isso viralizou nas redes sociais.

Comentários estão fechados.